::: NOTÍCIAS :::

 

Novos rumos no controle do barbeiro

Cília Monteiro

Depois de anunciado, em julho de 2009, o sequenciamento do genoma do barbeiro Rhodnius prolixus - um dos principais vetores da doença de Chagas - acarretou na união de 30 pesquisadores num consórcio internacional para transformar a descoberta em estratégias de controle do inseto. No último encontro do grupo, realizado em dezembro do ano passado, foi iniciada a identificação dos transcriptomas, que são as partes do genoma que codificam proteínas, para determinar quais estão envolvidas na relação do inseto com o parasito causador da doença (Trypanosoma cruzi).

“O que descobrimos é aplicado como um catálogo esclarecedor da biologia do animal. Utilizando esse guia, temos agora perspectivas para o controle do barbeiro, mas ainda muito embrionárias. Nesse sentido, alguns pesquisadores trabalham com moléculas de RNA dupla fita que anulam a função de genes específicos do inseto, envolvidos em seu papel como transmissor da doença de Chagas”, relata Pedro Lagerblad de Oliveira, professor do Instituto de Bioquímica Médica (IBqM) da UFRJ e integrante do consórcio de pesquisadores.

De acordo com ele, esses genes possuem relação com o sistema digestivo do inseto, já que a transmissão do Trypanosoma cruzi se dá através das fezes do barbeiro. Sendo assim, foi preciso identificar no DNA sequenciado as mensagens de RNA específicas do intestino. “Desta forma podemos saber quais proteínas são resultantes da síntese do RNA, que especificidades elas possuem e quais diferenças podem apresentar em relação às de outros organismos. Isso nos permite encontrar particularidades do barbeiro”, observa Lagerblad.

Segundo o pesquisador, o barbeiro come de cinco a dez vezes seu próprio peso numa dieta rica em proteína e ferro: o sangue. O animal leva entre um e dois minutos para ingerir essa quantidade. “Trata-se de um aparelho digestivo muito particular e interessante. Entendê-lo é fundamental para compreendermos sua eficiência como vetor da doença e é isso que estamos fazendo”, conclui Pedro Lagerblad.

25/03/2010

UFRJ
IBqM UFRJ/CCS/Bl. H,
Cid. Universitária - Ilha do Fundão
Cep 21.941-590 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil
Tel. +55 21 2562-6789 / Fax. +55 21 2270-8647