1. Coloque os morangos, sem os cabinhos e as folhas, dentro do saco plástico e feche. Por fora, amasse-os bem.

2. Adicione uma colher rasa de de detergente, uma pitada de sal e um pouco de água morna.

3. Amasse um pouco mais os morangos para misturar tudo muito bem.

4. Coe essa mistura para dentro de um copo alto.

5. Pegue uma quantidade de álcool que seja mais ou menos igual ao volume de suco que está dentro do copo. Adicione o álcool aos poucos, deixando escorrer pela lateral do copo para formar uma camada acima da mistura com fruta.

6. Aguarde um pouco e veja o DNA se formando na parte que separa as duas camadas (ou fases). Com o palito, você pode "pescar" o DNA. Depois, misture tudo usando o palito e veja o DNA se formando.

O DNA VAI SURGIR NA FORMA DE UMA NUVEM NA SOLUÇÃO!!!

 

 

Myrthes Rufier, coordenadora do DNA vai à Escola/RJ deu algumas sugestões:

 

O DNA é um composto biológico muito importante. Tão importante que, até hoje, muitos cientistas permanecem encantados com o fato dele conter toda a informação necessária para controlar as funções que estão acontecendo no corpo de todo e qualquer ser-vivo. O DNA está presente nas células de todos os seres vivos, incluindo plantas, fungos e bactérias.

Com exceção das bactérias, onde o DNA fica solto dentro da célula, em muitos outros seres vivos ele fica acomodado dentro de um compartimento existente, chamado de núcleo. O DNA forma os genes que, por sua vez, vão formar os cromossomos. É através dos genes, que o DNA vai determinar as características que serão passadas dos pais para os filhos como, por exemplo: a cor dos olhos nos seres humanos ou a textura de uma folha nas plantas.

Em 1953, os cientistas James Watson e Francis Crick descobriram, com a ajuda de uma outra pesquisadora, Rosalind Franklin, como era a estrutura do DNA. Eles deduziram que o DNA era formado por duas longas fitas paralelas torcidas em forma de hélice e presas uma à outra por ligações chamadas de pontes de hidrogênio.

 Assim como os grandes pesquisadores fazem em seus experimentos, você vai descobrir que em algumas das etapas do experimento feito por você, os reagentes utilizados têm funções muito importantes. Por exemplo, o detergente vai ajudar a romper as células que formam o morango para que o DNA possa sair e ficar livre na solução. Quando nós colocamos o sal e depois o álcool, nós ajudamos as moléculas de DNA a ficarem mais próximas umas das outras. Quando as moléculas de DNA ficam bem próximas, nós começamos a observá-las como se fosse uma nuvenzinha branca boiando na solução.

 

 

Esta experiência está na página O DNA vai à Escola e já foi publicada na coluna Eureca do jornal O GLOBO. Foi reproduzida com autorização de Myrthes Rufier, coordenadora do DNA vai à Escola/RJ. A explicação do que está acontecendo na experiência foi enviada por Francisco Meireles Bastos de Oliveira.  

 

 

Voltar à página de Experiências:

Voltar para a página Inicial:

 

 

Reprodução permitida apenas com autorização da autora do site e para fins não lucrativos ou educacionais.

Todos os direitos reservados para "Ciência para Crianças". Clique aqui para requisitar permissão para utilização dos conteúdos deste site.