1. Corte as batatas ao meio.

2. Faça um buraco, utilizando a colher, no centro de 3 metades de batata.

3. Seque bem as metades de batata com papel toalha ou guardanapo.

4. Marque 3 pratos, escrevendo com caneta de retroprojeção ou usando a fita crepe: "açúcar", "sal" e "controle". Os outros 2 pratos serão marcados com "açúcar" e "sal".  Os pratos devem estar limpos e secos antes de começar a experiência.

5. Coloque uma metade de batata em cada um dos pratos descartáveis, com o buraco voltado para cima.  Se por acaso você não conseguir colocar as metades em pé, você pode fazer um corte plano no lado oposto ao buraco da batata para que ela fique equilibrada no prato. PEÇA AJUDA DE UM ADULTO!

6. Adicione uma medida de açúcar no buraco da batata marcada "açúcar" e uma medida de sal no buraco da batata marcada "sal". Na batata marcada "controle", não coloque nada.

É importante que você coloque dentro do buraco a mesma quantidade de açúcar e de sal, nós usamos uma colher de café, mas pode ser uma tampinha de refrigerante, por exemplo.

7. Nos outros pratos sem batata, coloque uma medida de açúcar e uma de sal,

8. Aguarde alguns minutos observando para ver o que vai acontecer.

 

Atenção!!! Tome muito cuidado ao usar a faca para cortar as batatas ou dê preferência ao uso de faca de plástico.

 

Depois de alguns minutos você vai notar que tanto o açúcar quanto o sal que estão nas batatas ficaram molhados. Sem batata, nem o sal e nem o açúcar ficam molhados!  O que será que aconteceu? De onde veio essa água? As batatas mudaram de cor? Mudaram de consistência?  E a metade “controle”, o que aconteceu com ela?  Tem água em volta das batatas, nos pratinhos, ou apenas no buraco?

 

O que você acabou de observar é um fenômeno chamado de osmose e acontece todo o tempo em diferentes organismos.  A osmose acontece quando moléculas de água atravessam as membranas celulares de um lado menos concentrado em soluto (neste caso os solutos usados foram o sal e o açúcar) para o lado mais concentrado.  Note também que a consistência das batatas que passaram pelo fenômeno de osmose mudou, agora ela estão mais “mole”.  A osmose aconteceu no sentido de tentar diluir o soluto adicionado.  Porque não acontece a osmose no sentido inverso?  Porque o sal e o açúcar não penetraram nas batatas?

A batata inglesa utilizada nesta experiência não é um fruto mas, sim, um tipo de caule subterrâneo (tubérculo). Seu nome científico é Solanum tuberosum e ela pertence à família botânica Solanaceae.  A batata, como todo ser vivo, é formada por um tecido que, por sua vez, é constituído de várias células que estão bem próximas umas das outras.  Sabemos, também, que 70 a 80% dos organismos são constituídos de água.

Nesta experiência, a água contida no interior das células da batata atravessa as membranas celulares por osmose: a água atravessa do lado menos concentrado em soluto (o interior da célula) para o lado mais concentrado em soluto (onde está o sal ou o açúcar).  

Note que a consistência da batata mudou, agora ela está mais “mole”. Compare com a batata controle! A batata controle está bem mais firme. Isto ocorre porque as células da batata perderam água e ficaram “murchas” este fenômeno se chama Plasmólise.

Note também que as células da batata não absorveram os solutos! Podemos dizer que as membranas dessas células não são permeáveis a estas moléculas mas são permeáveis a água. Ou seja, nem o sal e nem o açúcar, nossos solutos, não conseguem passar através das membranas das células da batata. Esta propriedade da membrana conhecida como Permeabilidade Seletiva.

Em breve, você poderá saber mais sobre células e tecidos em Curiosidades! 

 

Esta experiência foi enviada pela bióloga Rosilane Taveira da Silva. Depois de testarmos de algumas formas diferentes, essa foi a melhor maneira de "ver" a osmose.

 

Voltar à página de Experiências:

Voltar para a página Inicial:

Reprodução permitida apenas com autorização da autora do site e para fins não lucrativos ou educacionais.

Todos os direitos reservados para "Ciência para Crianças". Clique aqui para requisitar permissão para utilização dos conteúdos de "Ciência para Crianças".